Página Principal
CLA: Conselho dos Laboratórios Associados


Destaques
Parecer da Universidade de Coimbra sobre projecto de Regulamento para a Avaliação e Financiamento de Unidades de I&D salienta posição do CLA (Artº 2)
13-Mar-2013

PDF

Parecer da Rede de História Contemporânea sobre o Regulamento de Avaliação e Financiamento de Unidades de I&D
13-Mar-2013

PDF

Parecer do CRUP sobre o Projeto de Regulamento de Avaliação e Financiamento de Unidades de Investigação - FCT
12-Mar-2013

PDF

Comunicado conjunto do CRUP e do CLA
4-Jan-2013

PDF

ASSINATURA DO ACORDO ITER

mail print

No dia 21 de Novembro de 2006 será assinado o ACORDO ITER por ministros dos sete Parceiros envolvidos no Projecto (a Comunidade Europeia de Energia Atómica (EURATOM, constituída pelos Estados Membros da União Europeia e a Suiça), o Japão, os Estados Unidos da América, a Federação Russa, a República Popular da China, a Coreia do Sul e a Índia), sob os auspicios da Agência Internacional de Energia Atómica, sediada em Viena, que será a depositária do Acordo.  

A cerimónia realiza-se em Paris, no Palácio do Elysée, sob a presidência de José Manuel Durão Barroso, Presidente da Comissão Europeia, e de Jacques Chirac, Presidente da República Francesa. Portugal estará representado pelo nosso Embaixador em França e pelo Prof. Carlos Varandas, responsável pela unidade de investigação do Contrato de Associação entre a EURATOM e o Instituto Superior Técnico. 

O Acordo ITER cria a organização internacional, com personalidade jurídica, sediada em Cadarache, França, que será responsável pela construção, operação, exploração científica e desmantelamento do primeiro reactor experimental de fusão nuclear: o tokamak ITER. Após a assinatura do Acordo realiza-se a primeira reunião do Conselho do ITER, sob a presidência de Janez Potočnik, Comissário Europeu para a Ciência e a Investigação, para a nomeação formal do Director e Sub-Directores do Projecto. Estes dois actos criam as condições para o início formal do Projecto através, nomeadamente, do lançamento dos concursos para a admissão de pessoal e para o fornecimento de componentes para o ITER. 

O ITER é um Mega-Projecto de investigação científica e desenvolvimento tecnológico, com uma duração prevista de 35 anos e um custo total de 12000 Milhões de Euros e constitui um primeiro, e muito importante, exemplo da globalização da Ciência e da Tecnologia.  

O objectivo principal do ITER é a demonstração da viabilidade científica e técnica desta nova fonte de energia, através da geração de 500 MW de energia de fusão, durante 300 segundos, com um factor de amplificação de energia entre 10 e 20. A fusão nuclear é a fonte de energia das estrelas, e em particular do Sol, e poderá constituir a médio/longo prazo uma fonte de energia limpa, potente, praticamente inesgotável, segura, amiga do ambiente e economicamente atractiva, capaz de contribuir para a solução global dos problemas energéticos da Humanidade, numa óptica de desenvolvimento sustentado. 

 Portugal tem participado activamente no ITER através do Contrato de Associação EURATOM/IST e do “European Fusion Development Agreement” (EFDA), a organização responsável até à Primavera de 2007 pela participação da EURATOM no ITER e de que o IST é um dos Parceiros fundadores. O Prof. Carlos Varandas tem desempenhado as funções de Presidente da Comissão de Gestão do EFDA, enquanto o Centro de Fusão Nuclear – Laboratório Associado tem sido responsável pela concepção e projecto de diagnósticos de reflectometria de micro-ondas e por estudos de integração de componentes numa janela de acesso à máquina e tem participado no projecto de antenas de rádio-frequência. No futuro, Portugal pretende alargar a sua colaboração no Projecto a outras áreas (nomeadamente, controlo e aquisição de dados, róbotica, manipulação remota, sistemas de visualização e inspecção, controlo de qualidade, mecânica de precisão, criogenia e fontes de alimentação), envolvendo mais unidades de investigação e, sobretudo, empresas. Está, ainda, em estudo a possibilidade do Brasil participar no ITER através de um acordo a celebrar entre os governos Português e Brasileiro.

O ITER é um Projecto de alta tecnologia e de grande complexidade científica e técnica, que constitui uma óptima oportunidade de carreira para doutorados e licenciados em diversas áreas tecnológicas e científicas. Os lugares para a equipa central do Projecto deverão ser colocados a concurso muito em breve. Actualmente decorre o período de declaração de interesse em lugares do “European Joint Undertaking for ITER and the Development of Fusion Energy“, a organizaçaão responsável, a partir da Primavera de 2007, pelas contribuições da EURATOM para o Projecto. Os interessados poderão encontrar mais informações em www.cfn.ist.utl.pt